Enquadramento

 

 

 

 

 

 

 




Notícias

Modelo de Artigo já disponivel

Ficha de inscrição

Submissão de resumos adiada para 15 de Fevereiro.

 



 



 
 


A reabilitação do edificado tem vindo a crescer de forma significativa em Portugal, apresentando-se como um setor intrinsecamente ligado a fenómenos turísticos, imobiliários e de gestão urbana da cidade. O desenvolvimento destes setores mobilizadores da economia deveria pressupor a aplicação de conhecimento técnico e científico, com fortes bases nas teorias e Cartas internacionais para orientação das estratégias de intervenção no Património na atualidade. De notar que finalmente a reabilitação sísmica se encontra na ordem do dia fruto da pressão da comunidade científica e da legislação que entrou em vigor em finais de 2019. No entanto, a legislação veio levantar grandes dúvidas de interpretação e atuação no edificado, quer por parte dos técnicos, quer por parte da população em geral. As respostas aos desafios reforçam a necessidade da interoperabilidade entre os membros das equipas técnicas multidisciplinares, num trabalho conjunto que envolva simultaneamente a arquitetura, a engenharia, a conservação e restauro, a arqueologia, a história, entre outros, considerando ainda o contributo importante da ciência e a escala global da gestão do território, peça chave no sucesso de uma reabilitação urbana.

A acompanhar estas duas áreas de atuação – a Reabilitação do Património edificado e a Reabilitação sísmica - temos o que se vai realizando na prática profissional com a necessidade de se executarem projetos que integrem a avaliação do valor cultural e patrimonial da construção e o encontro de equilíbrios com a legislação atual.

Neste contexto o Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro entendeu que é necessário o debate dos três temas gerais: Reabilitação Sísmica, Reabilitação do Património e Projeto, tendo decidido avançar com um Congresso, onde pretende chamar os melhores especialistas na matéria para debater estes 3 temas em três dias, um tema por dia, de modo a aprofundar o conhecimento em áreas que considera essenciais na intervenção no Património edificado (classificado e não classificado).

 

 

© 2020 DECivil - Universidade de Aveiro - Todos os direitos reservados